domingo, 30 de dezembro de 2012

Bichinhos: recebedores e doares de amor | O POVO

Bichinhos: recebedores e doares de amor | O POVO
Transcrevo abaixo a reportagem publicada no Jornal O POVO de Fortaleza (CE) sobre esta pessoa maravilhosa que conheci pela internet. Trata-se de Ana Elizabeth. Conheço-a apenas por nossos papos por e-mail e mesmo assim já vi quão grande é seu amor pelos animais. Parabéns Beth pelo seu trabalho.
 http://imgs.opovo.com.br/app/noticia_132346504881/2012/12/22/2975911/2.jpg
O amor pelos animais está na emoção que a funcionária pública Ana Elizabeth de Oliveira Brasil, 44, externa ao falar deles. “Desculpa, é difícil segurar o choro quando se tem consciência das atrocidades que eles sofrem nas ruas”, acautela-se. Ela é uma das voluntárias do Abrigo São Lázaro, para cães e gatos abandonados, e luta para que os bichos sem dono tenham também uma vida digna.

Ela chegou ao abrigo há dois anos, época em que a morte da cadela de estimação ainda “machucava a alma”. O sonho que alimentava desde pequena, de ter um espaço para cuidar de animais abandonados, concretizou-se lá. “Organizamos feira de adoção, captamos recursos para alimentá-los, fazemos mutirão do banho”. Para Elizabeth, que mantém em casa 32 gatos e três cachorros, as horas que disponibiliza para estar com os animais, duas vezes por semana, é dos momentos em que se sente mais realizada. “Eu queria poder fazer muito, muito mais”, diz Elizabeth.

A dona do abrigo, Rosane Dantas, acrescenta que a casa, a mais antiga da cidade, com 17 anos de existência, possui hoje 180 cães e 60 gatos. “Está superlotada. Alguns são adotados, mas muitos nunca saem daqui. Chegam cegos, mutilados, cheios de doenças, velhos”. Segundo Rosane, cerca de 30 voluntários se distribuem em diversas atividades para dar conta da bicharada. “As pessoas acham que eles são lixo, podem ficar na chuva, amarrados, sem água. Eles sentem frio, fome, sede como nós”, descreve.

Terapia assistida
A vontade de Rosane, do Abrigo São Lázaro, é direcionar os animais para ajudar, voluntariamente, pessoas a superar doenças, como depressão. “É a terapia com animais. Funciona”, garante.

Os voluntários do Grupo Dr. Dog atestam. Há sete anos, criadores, adestradores, veterinários e voluntários se reuniram para levar carinho e atenção a crianças de comunidades carentes ou de abrigos e orfanatos, com a ajuda dos cães. “Existem crianças cheias de traumas, muito introspectivas que, brincando com os cachorros, ficam mais soltas, se divertem, sorriem com vivacidade novamente”, explica a idealizadora do grupo, Lucy Sales.

Segundo ela, a terapia é utilizada também para trazer a alegria em asilos e levar esperança a doentes. “Eles (cachorros) são treinados para esse fim, são dóceis, dedicados, parecem que entendem a proposta de estar ali, se mostram carinhosos com quem precisa deles, se doam tanto quanto a gente”, diz Lucy. (Sara Rebeca Aguiar)

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

carteira de tecido

domingo, 7 de outubro de 2012

chaveirinho de Matrioskas


chaveitinho de Matrioskas, upload feito originalmente por Beth Zenari 100% artesanal.
Fiz vários deles hoje. É uma delícia trabalhar com feltro.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Bolsa aplicação de coruja


Bolsa cara de coruja, upload feito originalmente por Beth Zenari 100% artesanal.
Esta bolsa foi encomenda de uma mamãe. Ela queria uma bolsa pequena para levar algumas fraldas descartáveis, e outros utensílios para o bebê em pequenos passeios. Do lado de fora fiz um bolso com ziper para colocar documentos.

sábado, 9 de junho de 2012

domingo, 8 de abril de 2012

Carteira gatinho


Carteira gatinho, upload feito originalmente por Beth Zenari 100% artesanal.
Detalhe do pingente do ziper, na cvarteira de gatinho, compondo com a grega de flores amarelas.

Carteira gatinho


Carteira gatinho, upload feito originalmente por Beth Zenari 100% artesanal.
Bordado da carteira de gatinho.

domingo, 1 de abril de 2012

Avental coelho


Avental coelho, upload feito originalmente por Beth Zenari 100% artesanal.

Para a Páscoa. Avental com orelhinhas. Fiz 12 destes para um restaurante.

quarta-feira, 14 de março de 2012

segunda-feira, 5 de março de 2012

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Caminha para os pets

Encontrei este PAP no blog" O LUxo do LIXO" vejam que interessante e fácil para fazermos para nossos cachorrinhos e gatinhos.

Fofinha e aconchegante, assim  pode ficar a caminha para pets feita com
aquele moletom que já não te serve mais

Fazer caminhas para gatos e cães pequenos é sem dúvida um ótimo destino para aquele moletom esquecido no fundo do armário ou que você já cansou de usar.

Para fazer uma caminha, é preciso:
- 1 moletom
-  linha de costura e agulha ou máquina de costurar
- alfinetes para marcação
- espuma picada ou fibra de enchimento ou retalho de tecido para preencher

1º Passo:
- Vire o moletom do avesso
- Junte as bordas da gola e costure (se for role pode costurar na base)


2º Passo:
- Desvire o moletom para o lado direito
- abra como um T


3º Passo
- marque com alfinete uma linha de uma axila a outra
- costure dividindo a peça



4º Passo:
- coloque as mangas ao longo do corpo do moletom.Alfinete e costure prendendo a lateral até próximo ao punho (faça dos 2 lados)
5º Passo:
- pegue o enchimento escolhido e preencha todo o espaço oco dos braços e da “barriga” do moletom,até ficar bem fofinho.


6º Passo:
-  sobreponha os punhos e alfinete ao corpo do moletom dando formato circular


 - Costure e feche bem.


7º Passo:
- Use a barra excedente para dar o acabamento sobre os punhos.



Alguns detalhes em destaque:

sábado, 11 de fevereiro de 2012

MANIA DE TECIDOS: Um yard de felicidade

Meninas, encontrei no blog do elo 7 este texto de Marcela Catunda que relata exatamente como me sinto em relação aos tecidos. Leiam este post e se identifiquem também.....



Tem tanta coisa na vida que a gente não esquece: o primeiro beijo, o primeiro sutiã, o primeiro bordado, a primeira necessaire, a primeira encomenda de tecidos importados…
E é tão bom poder falar sobre isso e ser compreendida.
É porque em qualquer outro lugar que eu dissesse algo assim, iam achar que estou maluca. Mas vocês não. Vocês me entendem.
E entendem também as aflitivas conjecturas da espera pelos novos tecidos que parece que nunca mais irão chegar:
- Ai, roubaram minha encomenda.
- Não acredito que o meu envelope tá preso no Correio.
- Bem que eu desconfiei daquela loja. Nunca mais coloco meu mouse lá.
- Acho que amanhã vai chegar.
- Acho que até terça já chegou.
- Acho que um dia chega. Será?
E depois dessa montanha russa de emoções, quando estamos praticamente enlouquecendo, eis que chega. Normalmente quando já começamos o projeto com outro tecido, outro tamanho, na real, outro projeto.
Mas tudo bem, chegou e a gente esquece tudo: do tempo que demorou, do cartão que estourou, até da cara de alguns tecidos que a gente, a esta altura, também tinha esquecido que comprou. Mas tá valendo. Veio embaladinho, dobradinho e cheirosinho… Ai, que amor!

Eu tenho paixão por tecidos. Às vezes chego a pensar que comecei a costurar só para ter uma boa desculpa para comprá-los sem ser internada. O ponto alto do meu processo de criação na arte do costurar é escolher o projeto, abrir meu armário de tecidos, tirar uma pilha, duas… e concluir em voz alta: Não acredito que não tenho um bendito de um tecido que combine com esse projeto. Saco! Vou ter que comprar um novo yard! Eba!
Me amarra! Me amarra! Me tranca num quarto, mas sem internet. Porque se tiver internet eu ligo e compro, nem que seja um fat quarter.
- Pô, mas eu não tenho nem um tecido de pipoca? Isso é um absurdo.
Sim eu sei. Bem mais absurda é a constatação. Mas não fazemos por mal. É esse mercado, que lança o tempo todo uma coleção nova assinada por um designer mais incrível que o outro. É pior que o mercado da moda. A gente fica com 12 estações em um só ano: as quatro nossas, as quatro dos Estados Unidos e as quatro do Japão. Fazer o que? A vida é dura. É primavera aqui, inverno lá, verão patacolá. É muita ferveção!

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

case para tabletm pad ou livros


 Case para tablet, feita com tecido importado 100% algodão. Diversas estampas.
case para tablet ou livros, upload feito originalmente por Beth Zenari 100% artesanal.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Conjunto carteira e kit higiene


Conjunto carteira e kit higiene, upload feito originalmente por Beth Zenari 100% artesanal.
Carteira para talão de  cheques e cartões . Necessaire para escova de dentes, fio dental e pasta. Todos com tecido importado kokeshi.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012